f

g+

QUADRINHOS

HELLBOY - 20 ANOS DE HISTÓRIAS LOVECRAFTIANAS.

MAX SOUZEDO - 20 / 08 / 2014

Em uma noite fria e chuvosa numa ilha ao norte da Escócia, um grupo de nazistas ocultistas comandados por um misterioso bruxo russo, preparam-se para abrir um portal místico, através de um sinistro ritual. Eles pretendem libertar uma criatura das trevas e usá-la como arma de destruição em massa. Ela surge como um pequeno demônio e foi assim que se iniciou a 20 anos atrás, uma das maiores criações dos quadrinhos  moderno - HELLBOY.  Vamos saber mais sobre a criação deste incrível personagem.

O CRIADOR

Mike Mignola é o criador de Hellboy, até aqui seu único personagem, podemos até dizer que ele  é uma espécie de CALVIN para Mike Mignola, pois ele nunca se interessou em criar outro protagonista a não ser Hellboy e os personagens que compõem seu Universo.

 

 

Mignola estreou primeiramente na Marvel como arte finalista em 1983 onde participou em títulos como Demolidor, Punho de Ferro e Luke Cage, somente em 1985 veio a ilustrar totalmente um título que foi a Tropa Alfa, logo após a saída de John Byrne da Marvel para a DC. Mignola também foi responsável pela co-criação do guaxinim espacial ROCKY RACOON, que faz parte do filme Guardiões da Galaxia.

 

No início o traço de Mignola se assemelhava ao de Walter Simonsen (THOR) porém logo após ir para a DC, onde com Jim Starlin fez a mini-série ODISSÉIA CÓSMICA em 1988, ele mostrou um estilo diferente, algo como um Jack Kirby gótico, utilizando sombras pesadas e cores mais frias. Ali ele mostraria como seria o estilo de desenho marcante de HELLBOY e que os fãs tanto adoram.

 

Após ter feito várias capas e pequenas histórias para DC, em 1994 ele consegue pela DARK HORSE lançar sua grande criação HELLBOY - Sementes da Destruição, no qual teve uma ajuda especial de John Byrne nos roteiros.

 

A CRIATURA

Nesta mini série de quatro capítulos, ele introduz a misteriosa origem de HELLBOY, um irreverente  demônio vermelho, com chifres cortados e uma enorme mão de pedra que se torna investigador ocultista, desvendando misteriosos casos bizarros e místicos. Fazendo parte de um grupo de agentes secretos do governo americano para assuntos paranormais: a BPDP (BUREAU DE PESQUISAS PARANORMAIS), onde conta com seres igualmente estranhos e superdotados.

 

 

ABE SAPIEN uma estranha criatura anfibia com poderes telepáticos e precognitivos que lhe permite ver e sentir formas psiquicas.

 

LIZ SHERMAN uma mulher com poderes pirotécnicos capaz de incendiar o ambiente a sua volta.

 

JOHANN KRAUS - a mais estranha criatura de todas as bizarrices de Hellboy, cuja a essencia é um composto de mistico de vapores falantes numa roupa de astronauta.

 

Atravéz de fantásticas histórias de terror, com fortes referências ao gênero pulp fiction, utilizando nazistas, alienigenas, monstros, lobisomens, vampiros e lendas do folclore europeu, HELLBOY logo ganhou vários prêmios como EISNER AWARDS além de uma legião de fãs.

 

Autores como Alan Moore, Neil Gaiman e Frank Miller se declararam fãs do personagem, entre eles o cineasta GUILHERMO DEL TORO que é um apaixonado por monstros e histórias de terror e que por isso mesmo acabou fazendo um dos melhores filmes de adaptação de um personagem de quadrinhos com o filme do HELLBOY.

UM LOVECRAFT COM BOAS DOSES DE EXPRESSIONISMO ALEMÃO

A obra de Mignola se tornou única, devido as fortes referências a HP LOVECRAFT nas histórias e do expressionismo alemão na arte, misturando criaturas anfíbias de tentáculos e presas, semelhantes as criaturas dos livros de Lovecraft, mesclando com bruxos russos, nazistas e máquinas bizarras, como se tivessem saido de um pesadelo expressionista, uma combinação perfeita para criar boas histórias de terror.

 

Mignola se inspirou também em um personagem que Jack Kirby fez para a DC Comics , ETRIGAN - um demônio amarelo libertado do inferno pelo mago Merlin para combater o mal.

 

 

Curiosamente Hellboy é também um demônio vindo da época do Rei Arthur cujo a mãe é Morgan Le Fay, a bruxa irmã de Arthur e que também é arqui-inimiga de ETRIGAN.

 

Demônios que combatem o mal é uma dicotomia bem utilizada nos quadrinhos, mas que em Hellboy fez bastante sucesso graças a genialidade de Mike Mignola, que diz que em breve botará um fim ao seu único personagem. Esperamos que demore um pouco.

 

ILUSTRAÇÕES: MIKE MIGNOLA - DIBURROS - JACK KIRBY

  • COMENTÁRIOS

    CLIQUE PARA AMPLIAR

    comments powered by Disqus